Qual a melhor forma de repor o colágeno?

Qual a melhor forma de repor o colágeno?

Você sabia que a perda de colágeno no corpo começa por volta dos 25 anos de idade? Após 40 anos o corpo humano pode perder cerca de 1% ao ano e, por volta dos 80 anos, a produção de colágeno no corpo em geral pode diminuir 75% em comparação com a de adultos jovens.1

Mas qual é a importância do colágeno para o nosso corpo?

O colágeno é fundamental para sua beleza e juventude. Ele atua na prevenção do envelhecimento da pele, cabelos e unhas, além da saúde dos ossos, músculos e até mesmo dos pulmões e do coração.2

Então, a suplementação com colágeno é uma boa ideia para prevenir estes efeitos, não é mesmo?

Mas afinal, repor o colágeno funciona mesmo?

Você provavelmente já leu e ouviu sobre a “polêmica da suplementação de colágeno”, principalmente no que se refere à capacidade do seu organismo de realmente absorver e direcionar o suplemento de colágeno para a sua pele, além dos tendões, cartilagens, ossos, músculos, cabelos e unhas.

A boa notícia é que sim, repor o colágeno funciona, mas tem algo importante: não serve qualquer tipo de colágeno. É necessário que a reposição seja feita com colágeno na forma específica de peptídeos bioativos de colágeno.3

Então vamos entender mais sobre os tipos de colágeno:

  • COLÁGENO TIPO I
    É o tipo mais comum presente na pele, cabelos e unhas, além dos ossos, dentes, tendões e nos olhos, na córnea. O colágeno tipo I traz hidratação, elasticidade e resistência. A suplementação de colágeno tipo I tem se mostrado muito eficaz em termos estéticos, auxiliando na prevenção do envelhecimento acelerado.4

  • COLÁGENO TIPO III

    Este tipo de colágeno é essencial para a saúde, pois está presente principalmente nos vasos sanguíneos, na artéria aorta do coração, nos pulmões, nos músculos dos intestinos, no fígado e no útero, além dos tendões e dos ligamentos.4

  • COLÁGENO HIDROLISADO

    O colágeno hidrolisado é um colágeno que passou por um processo chamado hidrólise enzimática, tendo sua grande molécula transformada em peptídeos menores. No entanto, não é qualquer hidrólise que proporciona efeitos benéficos no organismo humano. Para isso, o colágeno deve passar por uma hidrólise enzimática específica, gerando peptídeos de colágeno biologicamente ativos, isto é, que possui a capacidade de modular a função biológica de uma célula/tecido-alvo. Sem esse processo, o colágeno hidrolisado não específico atuará como uma proteína comum, não atingindo necessariamente os objetivos esperados.3

Conheça o colágeno hidrolisado Vital Proteins®, a marca número 1 nos Estados Unidos, produzido com ingredientes de origem natural de alta qualidade. Disponível nos sabores: neutro, matcha ou dark chocolate blackberry. É solúvel em qualquer bebida quente ou fria e fornece todo o colágeno que seu corpo precisa a cada porção.

Bibliografia

1. León-López A, et al. Hydrolyzed Collagen-Sources and Applications. Molecules. 2019;24(22):4031. 2. SBD – Sociedade Brasileira de Dermatologia. Conheça os processos de envelhecimento da pele e saiba como retardá-los <link> [acesso em 03 de setembro de 2020]. 3. Zague V, et al. Bases Científicas dos Efeitos da Suplementação Oral com Colágeno Hidrolisado na Pele. Revista Brasileira de Nutrição Funcional. 2016;15(65):19-25 <link> 4. Gonçalves, G.R., Oliveira M.A.S., Moreira, R.F., de Brito D. Benefícios da ingestão de colágeno para o organismo humano. REB. 2015;8(2):190-207 <link>